[Resenha] Yonah: O Último Mal’ach – Giancarlo Marx

Título: Yonah: O Último Mal’ach

Autor: Giancarlo Marx

Editora: Canônica Editorial

Ano: 2016

Páginas: 72

Sinopse: Dentro de poucos dias a maior cidade do planeta será reduzida a cinzas. A descoberta coloca o astrônomo Yonah Mal’ach diante de um dilema moral: Avisar aos milhões de habitantes da capital e possibilitar a fuga do déspota que ocupa o trono há centenas de anos ou correr na direção oposta, cruzando o Mar de Sal rumo ao exílio na distante e exótica Tarshish?

Conheci o livro Yonah: O Último Mal’ach por meio de seu autor, Giancarlo Marx, que conheci nos grupos de Telegram dos quais faço parte. Fazia muito tempo que estava sem conseguir ler nada, seja por falta de tempo, cansaço ou ressaca literária, mas a experiência com Yonah foi bastante agradável.

Sempre gostei mais de romances e literatura mais leve, por isso, a princípio, talvez Yonah não me chamasse a atenção. Porém, a premissa da qual o Giancarlo partiu para construir a trama foi bastante interessante e isso me fez querer ler a história. O livro conta a história de um astrônomo que descobre que a maior cidade do planeta será destruída. Diante desta descoberta ele tem que escolher entre avisar os habitantes da cidade (e com isso, permitir que o imperador da cidade, que ocupa seu trono há séculos, possa fugir) ou então, fugir para Tarshish, que fica na direção oposta, enquanto espera o destino seguir seu curso.

A história se passa na Terra da Desolação, um lugar devastado pelo inverno nuclear, ameaçado por perigos escondidos em cada esquina. O protagonista, um velho que já passou por muita coisa e que tem forte apego pelo seu telescópio, a quem atribui suas descobertas, principalmente a última, e que dá ensejo à trama do livro.

O enredo é muito bem costurado, com detalhes que permitem que o leitor mergulhe na história e devore a história em poucas horas. A escrita é muito cuidadosa, sem erros e com uma edição e revisão muito bem feitas (o que me conquista definitivamente). Os personagens são profundos e o autor nos deixa com vontade de conhecer mais sobre cada um deles. Acho que esse universo da terra da Desolação merecia uma série de histórias para explorá-los. Que tal, Giancarlo??

O protagonista me deixou com diversos tipos de sentimentos. Ao mesmo tempo em que torcia por ele, em outros ele me irritava, pois ele tem reações que muitas vezes eu não esperava. Gostei muito da história, da vivacidade das descrições e da grata surpresa de ler uma excelente história fora da minha zona de conforto.

E você, já conhece Yonah: O Último Mal’ach? Conta pra mim nos comentários o que você achou!

Você pode saber mais sobre o livro aqui.

Comprá-lo ou alugar pelo Kindle Unlimited aqui.

E adicioná-lo em sua estante do Skoob aqui.