[Resenha] Deuses Falsos – Timothy Keller

Hoje quero indicar uma leitura que fiz recentemente. Como os dias andam corridos por aqui, com a maratona de exercícios na academia, a casa pra cuidar e os freelas que tem aparecido, a leitura infelizmente está ficando meio pra segundo plano. Mesmo que eu não esteja fazendo nada além de descansar à noite, não consegui me concentrar em nenhuma leitura nestes últimos dias, então ainda vai demorar um pouco pra eu conseguir trazer alguma resenha ou indicação de romances pra vocês.

Porém, na semana passada, eu concluí a leitura de um livro curtinho, mas bastante interessante, de um autor que eu só tinha ouvido falar até então, mas que gostei muito, tanto pelo tema relevante quanto pela escrita. Trata-se do Deuses Falsos, do Timothy Keller. O livro foi publicado pela Thomas Nelson Brasil. Como eu peguei o livro emprestado de um amigo, já o coloquei na minha lista de desejados, pois é do tipo que a gente deve reler de vez em quando.

Blog da Ju - Deuses Falsos - Timothy Keller

SINOPSE:

Em Deuses Falsos Timothy Keller pretende revelar porque depositamos nossa fé em falsas crenças que, mais tarde, se transformam em pequenos deuses a nos controlar, incapazes de nos dar aquilo de que realmente precisamos. Com esta obra, Keller se apresenta como um pensador crítico em uma época importante tanto para o cristão quanto para o cético; uma época em que nossa fé e nossos princípios precisam trilhar o mesmo caminho.

Saiba mais sobre o livro no site da Editora Thomas Nelson Brasil.

O livro trata da idolatria por uma abordagem um pouco diferente do que normalmente se fala em meios protestantes. Eu já cansei de ouvir sermões e palestras relacionadas a este assunto que ainda se prendem muito à divergência com os católicos e as imagens de sua devoção. Mas, de uns tempos pra cá, percebi que alguns pastores que eu acompanho começaram a tratar deste assunto sem entrar nessa questão e se aprofundando mais no conceito de idolatria, onde ela começa e em como ela afeta até mesmos os comportamentos de pessoas que se dizem totalmente contrárias ao comportamento de quem se curva diante de imagens de qualquer tipo.

Timothy Keller vem exatamente neste pensamento apresentar um conceito de idolatria bem mais abrangente. Ele nos ensina a identificar ídolos que podem se disfarçar de afeições ou preocupações legítimas, nos impedindo de enxergar nosso comportamento idólatra e o quanto Deus é posto de lado ou substituído em nosso coração. Trazendo exemplos de pessoas com quem ele teve contato em seu ministério pastoral, além de diversos exemplos bíblicos de pessoas que agiram conforme os ídolos de seu coração, Timothy Keller apresenta, além destes conceitos, as consequências deste estilo de vida e também os meios para desfazer os laços colocados por nossas paixões.

O livro é bem curto, mas a mensagem é poderosa e a leitura flui de forma bem rápida. Ainda assim, é do tipo de texto que se converte facilmente em um estudo para grupo, e principalmente em uma meditação devocional. Por isso mesmo, está na minha lista de futuras aquisições, e o nome do Timothy Keller na lista de autores que eu quero continuar a ler. Ele traz uma abordagem bastante atual do assunto, sem deixar de lado os princípios bíblicos e uma interpretação fiel das Escrituras. Assim como eu havia ouvido falar, é realmente um dos grandes autores cristãos atuais.

Você já conhecia esta obra, ou já leu algum livro do Timothy Keller que gostaria de me recomendar? O que achou?