[Resenha] No Mundo da Luna – Carina Rissi

NO_MUNDO_DA_LUNA_1418998281307416SK1418998281B

Título: No Mundo da Luna

Autora: Carina Rissi

Editora: Verus

Ano: 2015

Páginas: 476

A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.
Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.

O que eu achei de No Mundo da Luna?

O livro conta a história de Luna, uma garota que trabalhava como recepcionista numa revista, mas que tinha o sonho de ser jornalista. Ela odiava seu chefe, um cara irritante que insistia em trocar seu nome. Com a crise na revista e a saída de alguns profissionais, ela recebe a incumbência de escrever uma coluna. Apesar de ter ficado bem insatisfeita por ser a coluna do horóscopo, Luna agarra a oportunidade e então, tem o desafio de aprender alguma coisa sobre os signos para poder escrever sua coluna.
Como ela tem origem cigana, o caminho que encontra, mesmo sem concordar nem seguir os costumes familiares, é o de usar o baralho cigano para fazer suas previsões. O que ela não imaginava é que milhares de pessoas leriam o que ela escrevia e, ainda por cima, que suas previsões dariam certo.
No Mundo da Luna é um chick-lit típico. A mocinha atrapalhada, meio bobinha e que mete os pés pelas mãos constantemente, ao lado de um cara arrogante e grosso, que aos poucos se transforma no mocinho de contos de fadas que todas nós gostaríamos de ter ao lado. Comparado aos sucessos anteriores, No Mundo da Luna não tem o mesmo apelo. Pode até passar a impressão de que fica meio apagadinho, perto da série Perdida ou de Procura-se Um Marido, mas a verdade é que a pegada deste livro é um pouco diferente. Este livro tem muitos elementos de young adult, mais referências a sexo e uma escrita mais adulta, apesar da imaturidade da protagonista.
Talvez por isso Luna não seja a minha mocinha favorita, mas Dante, com certeza, entrou para a minha listinha. Eu conseguia entender e sofrer com cada tentativa dele e com as respostas que a Luna dava, sem entender nada do que ele queria dizer. Adoro nerds, tanto que me casei com um, por isso, minha paixão por Dante é absurdamente compreensível.
Encontrei alguns errinhos de revisão no texto de No Mundo da Luna, como erros de digitação e algumas palavras erradas. Não foram muitas, mas quem me acompanha por aqui sabe que isso me incomoda bastante… Apesar disso, a trama é bem escrita e bem amarrada. Só achei que o desfecho do núcleo vilão da história ficou um pouco forçado, faltou uma solução mais real, na minha opinião.
Mesmo com tudo isso, a leitura de No Mundo da Luna é rápida, divertida e com altas doses de emoção, perfeita pra quem gosta de comédias românticas.