[Resenha] Sonhos Despedaçados – Ellie James

sonhos despedaçados

Título: Sonhos Despedaçados

Autora: Ellie James

Editora: Novo Conceito

Ano: 2014

Páginas: 320

Em uma casa abandonada, um grupo de adolescentes joga Verdade ou Desafio. Antes de a noite acabar, a garota mais popular da escola desaparece como se fosse por mágica.
Recém-chegada à cidade, Trinity preferiria não ter as visões que a atormentam tanto… Agora ela precisa agir rápido, porque todas as suspeitas levam até ela.
Cheio de reviravoltas e sustos, Sonhos Despedaçados é leitura obrigatória para quem gosta de tramas com desfechos imprevisíveis. Os cenários ajudam a compor o mistério, e podem ser os cemitérios antigos de Nova Orleans ou os destroços deixados pelo furacão Katrina. O único problema: você não vai ter coragem de ler este livro quando estiver sozinho em casa.

O que eu achei de Sonhos Despedaçados?

O livro Sonhos Despedaçados conta a história de Trinity, uma garota que viveu toda a vida em uma cidade afastada, com a avó, vivendo uma vida com bastante moderação e totalmente protegida de influências externas. Porém, ao se mudar para Nova Orleans para morar na casa de Sara, sua tia, ela vê sua vida se transformar, em pouco tempo, em um pesadelo.
Numa noite, Trinity e alguns colegas da escola, com os quais ela queria muito se enturmar, resolvem visitar uma casa abandonada na cidade e este passeio acaba sendo o gatilho para todos os acontecimentos que vem em seguida.
Uma das garotas, Jessica, desaparece e, devido à rivalidade entre ela e Trinity e alguns outros eventos que acontecem logo no começo do livro, Trinity é a principal suspeita.
Apesar de tentar colaborar com a polícia para solucionar o caso, Trinity acaba se complicando cada vez mais. Além disso, ela aidna tem que lidar com o sentimento que está surgindo entre ela e Chase, namorado de Jessica, que aparentemente é um dos únicos que ainda acredita em sua inocência.
A trama de Sonhos Despedaçados é bem interessante e tem bastante mistério, o que faz o leitor se envolver com a história e não largar o livro até o final. Mesmo em uma semana atribulada de trabalho, eu consegui ler o livro em um período de tempo relativamente curto.
Gostei da história, principalmente dos trechos que narram o envolvimento de Trinity e Chase. A parte da trama que era relacionada ao mistério, porém, fiocu bastante confusa, mas talvez eu deva isso à minha pouca experiência com livros desse estilo.
Sonhos Despedaçados acaba de uma forma sem muitas explicações. Fiquei um pouco chateada com isso, porque, não tendo tanto costume em ler livros com mistérios, continuei confusa mesmo após o final da leitura. Infelizmente, eu descobri depois de ler algumas resenhas que esse livro é o primeiro de uma série. Claro que eu quis matar quem não escreveu isso na capa, nem na sinopse, nem em lugar algum.
Ainda não sei se vou ler a continuação. Estou com uma lista indecentemente grande de leituras e, por isso, preciso priorizar o que vou ler e otimizar meu tempo, para não me afogar em páginas e atrasar meus compromissos com as postagens e com os meus parceiros… E ficar acompanhando uma série é improdutivo, pelo menos agora. Vamos torcer pra quando o segundo volume for lançado – SE for lançado aqui no Brasil – eu vou ter tempo de ler.
De qualquer forma, eu acho que a leitura de Sonhos Despedaçados vale a pena, pra quem goste de livros desse estilo, apesar de achar que pessoas que são mais apaixonadas por livros de mistério possam ter uma opinião mais negativa em relação a essa história.