[Resenha] Tem Alguém Aí? – Marian Keyes

tem alguém aí?

Anna Walsh é um desastre ambulante. Ferida fisicamente e emocionalmente destruída, ela passa os dias deitada no sofá da casa de seus pais em Dublin com uma ideia fixa na cabeça: voltar para Nova York. Nova York é onde estão seus melhores amigos, é onde fica o Melhor Emprego do Mundo®, que lhe dá acesso a uma quantidade estonteante de produtos de beleza, mas também, e acima de tudo, é a cidade que representa Aidan, seu marido. Só que nada na vida dela é simples… Sua volta para Manhattan se torna complicada não só por conta de suas cicatrizes físicas e emocionais, mas também porque Aidan parece ter desaparecido. Será que é hora de Anna tocar sua vida pra frente? Será que ela vai conseguir (tocar a gente sabe que sim; o negócio é pra frente)? Uma série de desencontros, uma revelação estarrecedora, dois recém-nascidos e um casamento muito esquisito talvez ajudem Anna a encontrar algumas respostas. E talvez transformem sua vida… para sempre.

O que eu achei de Tem Alguém Aí?

O livro Tem Alguém Aí? conta a história de Anna Walsh, a irmã mais hippie das cinco. Ela mora em Nova York com o marido e trabalha em um emprego dos sonhos que a dá acesso a todo tipo de produtos de beleza. Mas quando a história começa, ela está em Dublin, na casa de seus pais, toda machucada e procurando por seu marido, Aidan, que desapareceu e não lhe dá notícias.

Além desse ponto da trama, há outras histórias paralelas, como o casamento de Rachel e o trabalho de Helen como detetive particular, que dão leveza à trama de Tem Alguém aí? e garantem boas risadas, em contraponto ao conteúdo dramático da obra, devido aos problemas por quais Anna está passando.

Tem Alguém Aí? é o mais diferente de todos das irmãs Walsh. Cheio de mistério, até quase a metade da história, que Anna precisa desvendar, para poder colocar sua vida nos eixos e voltar para sua cidade e seu trabalho, o enredo é bastante denso e com uma história que se desenvolve mais lentamente do que as demais. Mesmo assim, o estilo de Marian, recheado de humor e diálogos fluidos entre os personagens, deixa a leitura muito agradável.

A leitura é muito cativante e recomendada, apesar de sua temática ser um pouco mais pesada que os anteriores. Gostei muito da história de Tem Alguém Aí? e de poder observar o crescimento de Anna ao longo da trama, já que nos livros anteriores, por ser mais novinha e mais atrapalhada que suas irmãs – exceto Helen – acabamos tendo uma impressão um pouco diferente. Vale muito a pena!