[Resenha] Desastre Iminente – Jamie McGuire

desastre iminente

Título: Desastre Iminente

Autora: Jamie McGuire

Editora: Verus

Ano: 2013

Páginas: 405

Travis perdeu a mãe muito cedo, mas, antes de morrer, ela lhe ensinou duas regras de vida – ame muito, lute mais ainda. Tendo crescido em uma família de homens que gostam de jogos e lutas, Travis Maddox é um cara durão. Musculoso e tatuado, bad boy até o último fio de cabelo, ele leva uma mulher diferente para casa a cada noite. Até conhecer Abby Abernathy. Determinada a se manter longe de problemas, Abby resiste com todas as forças ao charme de Travis, sem saber que assim só o deixa mais determinado a conquistá-la. Será que o invencível Travis ‘Cachorro Louco’ Maddox vai ser derrotado por uma garota?

O que eu achei de Desastre Iminente?

O livro Desastre Iminente conta a história de amor de Abby e Travis, narrada em Belo Desastre, desta vez pelo ponto de vista de Travis, o mocinho que deixou todas as leitoras com a maior ressaca literária de todos os tempos.

Apesar de Desastre Iminente contar a mesma história, somos guiados totalmente pelo ponto de vista dele e podemos, com isso, conhecer os fatos e pensamentos a que não tínhamos acesso quando ainda estávamos lendo a história pelo ponto de vista de Abby.

Travis continua o mesmo impetuoso de sempre, com o comportamento explosivo que fez a mulherada acabar com as unhas e temer pelo pior sempre que alguma briga acontecia entre o casal. Embora possa parecer um relacionamento doentio e sem futuro, ao conhecermos mais a vida e o passado de Travis em Desastre Iminente, podemos entender boa parte de seu comportamento e perceber seus motivos, que nem sempre pareciam justos em Belo Desastre.

Até mesmo pelo fato de ser o ponto de vista de um homem, a forma da narrativa de Desastre Iminente muda. O texto é mais objetivo, sem deixar de ser emocionante. O primeiro trauma da vida do rapaz é a morte da mãe. E é a partir de uma estrutura familiar desajustada – o pai acaba virando alcoólatra e incumbindo o irmão, Thomas, da criação dos demais garotos – que Travis molda sua vida e promete que quando encontrasse o amor de sua vida, nunca deixaria de lutar por ele.

O ciúme e a possessividade de Travis se justificam por sua insegurança em relação aos sentimentos de Abby. Ele faz de tudo para conquistar e preservar o relacionamento deles, ao seu modo, tentando esconder a sua fragilidade emocional por trás de um temperamento bastante impulsivo.

Pela perspectiva de Travis a história  de Desastre Iminente ganha mais elementos e mais corpo. Ao mesmo tempo em que somos capazes de entender o jeito de Travis, em Desastre Iminente, Abby nos deixa, por assim dizer, um pouco irritados. Ela se esconde, se afasta, se isola em suas próprias razões e parece extremamente cruel em boa parte do tempo, fria e esquisita.

Confesso que fiquei com um certo receio ao ler Desastre Iminente, pois como havia gostado muito do primeiro, bateu aquele medo de ser decepcionada pelo segundo. Fui bastante surpreendida pela forma como a autora narrou a mesma história de um jeito novo e igualmente emocionante. Em alguns momentos achei que o segundo livro foi ainda melhor que o primeiro e, definitivamente, consegui me apaixonar ainda mais pelo Travis. Em todo momento tinha que repetir para mim mesma que ele não existe…

Desastre Iminente é um livro altamente recomendado para quem gosta de romance, tensão, conflitos, mocinhos com pegada. Bom para ler em qualquer hora do dia, desde que haja tempo para ler o livro todo de uma vez… não dá vontade de parar!