[Resenha] Belo Desastre – Jamie McGuire

BELO_DESASTRE

Título: Belo Desastre

Autora: Jamie McGuire

Editora: Verus

Ano: 2012

Páginas: 392

Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade.
Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa e deseja evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura

O que eu achei de Belo Desastre?

Belo Desastre é mais um daqueles livros que segue uma fórmula básica de sucesso, mas que obviamente não conseguimos evitar de ler. E muito menos de se apaixonar. Este livro conta a história de Abby Abernathy e Travis Maddox, o mocinho de livros que me deixou por um bom tempo estragada para romances comuns.

Achei a leitura de Belo Desastre rápida e simples. Talvez pela temática que eu gosto muito, apesar de comum, ou também pela estrutura que a autora escolheu, narrando os fatos pela perspectiva de Abby e deixando um certo mistério em relação às reações de Travis.

Abby é uma boa garota, como bem diz a sinopse do livro, mas também é dona de uma personalidade forte e que enfrenta a vida. Não é o tempo todo aquela menininha típica dos romances de hoje em dia, totalmente dominável. Travis é o bad boy, irresistível, que deixa todas as garotas caidinhas por ele, que simplesmente só quer saber de casos sem compromisso. O fato de Abby ser bem determinada a não se envolver com ele de jeito nenhum acaba por deixar o rapaz com mais vontade de conquistá-la ainda.

Travis é conhecido pelas lutas clandestinas, com as quais se mantém e de onde vem a fama lendária e o apelido “Cachorro Louco”. Ele conhece Abby em uma dessas lutas e acabam ficando próximos, uma amizade meio cheia de segundas intenções…

Em um determinado momento, Abby perde uma aposta com Travis e o preço a pagar é morar em seu apartamento por um mês. Sua amizade, com a proximidade, acaba revelando cada vez mais a atração entre eles, mas o relacionamento não tem nada de pacífico. Quando estão perto, os dois soltam faíscas o tempo inteiro.

Travis tem um comportamento extremamente instável e violento em alguns momentos. Abby parece esconder alguns fatos sobre si, que deixam a história dos dois ainda mais difícil e cheia de obstáculos.

Além dos personagens principais, a história de Belo Desastre não ficaria completa se não fossem os melhores amigos dos dois, America e Sheppley, que vivem querendo acalmar os ânimos entre os dois.

Apesar de muita gente ter achado a relação dos dois doentia, acredito que, por serem pessoas que viveram muita coisa em seu passado, era justificável que eles tivessem medo de se entregar de corpo e alma um ao outro. Por isso, achei que a carga de drama presente em Belo Desastre foi bem aplicada pela autora, que soube construir uma trama irresistível e um casal que é impossível esquecer.

Recomendo a leitura de Belo Desastre para as meninas que adoram um romance cheio de reviravoltas, com elementos de comédia, mistério, drama e um mocinho que vez ou outra habitará nossas fantasias.

Além de Belo Desastre, a história dos dois é narrada, pelo ponto de vista de Travis, em Desastre Iminente, que em breve terá a resenha publicada aqui.