[Resenha] O Julgamento de Gabriel – Sylvain Reynard

O_JULGAMENTO_DE_GABRIEL_1392659055P

Título: O Julgamento de Gabriel

Autor: Sylvain Reynard

Editora: Arqueiro

Ano: 2014

Páginas: 384

Depois do escândalo em que se viram envolvidos em Toronto, Gabriel e Julia se casaram e se mudaram para Massachusetts, onde ele dá aula na Universidade de Boston e Julia faz doutorado em Havard. Agora ela precisa provar que não vive à sombra do marido famoso. Mas parece que Gabriel não está pronto para ver a esposa caminhar com as próprias pernas. Além disso, as coisas entre eles não vão muito bem. Isso porque Gabriel está ansioso para ter um filho, mas Julia quer concluir o doutorado primeiro. Para ver realizado seu sonho de formar uma família, Gabriel terá que enfrentar fantasmas do passado. Será ela capaz de fazer isso? E será que a generosidade de Julia resistirá à ameaça de ver arruinada a carreira que ela tanto se esforçou para construir? “A Redenção de Gabriel” é o desfecho brilhante dessa trilogia que arrebatou leitores no mundo inteiro.

O que eu achei de O Julgamento de Gabriel?

O Julgamento de Gabriel continua exatamente de onde O Inferno de Gabriel parou. Gabriel e Julianne estão na Itália, pois Gabriel vai ministrar uma palestra sobre Dante, assunto no qual é especialista, em uma Galeria de Florença. Ele leva Julia com ele, apresentando-a a todos como sua namorada.

Neste livro o romance deles, já tão turbulento, se tornará ainda mais complicado, devido a diversas influências e ataques externos e das circunstâncias em que o relacionamento deles se desenvolve, já que tudo começa quando Julia é ainda aluna de Gabriel.

Com o tempo, Julia mostra a Gabriel um lado bem mais belo da vida e, aos poucos ele consegue ir enxergando a beleza da bondade por meio das atitudes dela e de sua forma de pensar nos outros antes de si mesma.

O casal compartilha muitos momentos lindos e também suas histórias complicadas de vida, o que vai transformando os dois, pouco a pouco, em pessoas mais maduras, mais seguras e ainda mais apaixonadas, com o passar do tempo.

Infelizmente o mar de rosas é interrompido por denúncias à Universidade, a respeito do relacionamento deles, incriminando o professor Gabriel junto ao Comitê Disciplinar e ameaçando o ingresso de Julia em seu sonhado doutorado em Harvard. Aparentemente, se eles ficarem juntos, todos os planos acadêmicos dos dois irão por água abaixo.

Muita coisa acontece em decorrência dessas denúncias e, como eu não gosto de dar spoilers, vou parar por aqui. O Julgamento de Gabriel é tão bem escrito quando o primeiro livro da trilogia e, em muitos momentos, bem mais emocionante. Creio que essa leitura foi bem mais rápida.

A história de O Julgamento de Gabriel é linda, cheia de romance, com um erotismo elegante e sutil. Gostei muito da escrita do autor e gostaria de ler mais livros dele, assim que houver algum. Achei a escolha do tema muito interessante e, devo confessar, me deixou com vontade de ler a Divina Comédia, de tantas citações belas de Dante e de tantas analogias e explicações sobre a história que há no livro.

Valeu a pena a leitura de O Julgamento de Gabriel, principalmente pelo desenvolvimento do Gabriel. Infelizmente Julia não teve um desenvolvimento tão marcante, mas acredito que isso tenha se dado justamente pelo seu perfil absolutamente boazinha, que conhecemos desde o primeiro livro.

O Julgamento de Gabriel é um livro romântico e poético para quem espera emoções fortes e um toque de sensualidade, mas sem tanto conteúdo explícito.