[Resenha] Cante Para Eu Dormir – Angela Morrisson

cante para eu dormir
 

Título: Cante Para Eu Dormir

Autora: Angela Morrisson

Editora: Pandorga

Ano: 2011

Páginas: 358

Cante para eu dormir revelará a dura realidade da vida, a energia firme da amizade e mostrará que o verdadeiro amor transcende tudo. O livro conta a história de Beth, uma garota que sofre bulling e passa toda sua infância sendo rejeitada por sua aparência. As únicas pessoas a aceitá-la são sua mãe e seu melhor amigo, Scott. Mas tudo isso fica para trás quando ela é convidada para ser a vocalista do coral da escola e recebe a transformação que lhe dará a oportunidade de conhecer um amor que vai além de tudo, até mesmo da própria vida. Derek é tão lindo, tão doce, tão fantástico que Beth acha que não merece, mas quer experimentar, mesmo estando á milhas de distância. Porém, existem segredos não revelados entre eles. A história reúne as mais profundas emoções humanas: decepções, tristezas, alegrias, amores e paixão, muita paixão, que ficará gravada em cada coração por muito tempo, mesmo depois do término da leitura.

O que eu achei de Cante Para Eu Dormir?

Quando eu descobri Cante Para Eu Dormir, depois de diversas indicações do pessoal dos grupos literários dos quais eu faço parte no facebook, não tive coragem de lê-lo em seguida. Eu havia saído de uma série de leituras emocionantes e que exigiram de mim uma carga emocional bastante intensa, então, pela capa do livro, e por minhas companheiras de grupo terem expressado suas reações pós-leitura, achei melhor esperar quando estivesse um pouco mais estável para me dedicar à leitura desse livro.

Depois de um bom tempo, quando cante Para Eu Dormir tinha saído da berlinda nos comentários do pessoal, resolvi ler. Achei que a história, a princípio, teria um roteiro bobo e sem muitas surpresas, pela forma como tudo começou a ser apresentado na narrativa.

Cante Para Eu Dormir conta a história de Beth, uma garota cuja aparência não agrada e que é conhecida por todos na escola como “A Fera”. Ela é alta e desengonçada, usa óculos grossos e tem o rosto coberto de espinhas, o que mantém as pessoas afastadas. Abandonada inclusive pelo pai, que a rejeitou desde o nascimento, ela vive um constante medo de perder o que ainda tem.

Scott, seu melhor amigo, um garoto loiro de olhos azuis, é seu amigo desde a infância, é o único que se aproxima. Ele sente alguma coisa além de amizade por ela, e ela também parece sentir alguma coisa, mas o relacionamento deles nunca passou para outro nível.

Beth, porém, tem uma linda voz. Já há algum tempo ela participa de um coral, mas sempre fica meio escondida. Ela gosta muito de cantar e a sua participação no coral é uma das poucas chances que ela tem de se expressar verdadeiramente, de fazer algo que gosta.

É quando a solista do coral não pode participar de uma competição, que Beth aproveita a oportunidade para se mostrar e assumir uma posição de destaque, que a leva, junto com as colegas, a participar de uma Olimpíada na Suiça. A mãe de uma das garotas, inclusive, ajuda com diversos tratamentos de beleza e acaba transformando Beth em uma pessoa irreconhecivelmente linda.

É na Suíça que Beth conhecerá Derek, participante do Coral Amabile, de Londres, Canadá, um garoto misterioso, de rosto pálido e cabelos escuros. Os dois se apaixonam e ele será responsável por uma boa dose de auto-estima para Beth, pois a fará se sentir muito amada. Porém, ele esconde segredos que podem afetar a vida dela profundamente. Esse segredo o mantém afastado de Beth em alguns momentos, e muito evasivo, o que deixa Beth cada vez mais insegura.

A narrativa em primeira pessoa deixa a leitura de Cante Para Eu Dormir muito mais emocionante. Sofremos e nos emocionamos com a trajetória dos personagens, nos surpreendemos com as reviravoltas do enredo e principalmente, refletimos muito sobre o amor, a confiança, as perdas e o sofrimento. Desde o princípio o mistério de Derek me incomodou, o que me deixou sem gostar do personagem durante boa parte do livro. Só depois que as coisas foram ficando mais claras é que eu consegui me afeiçoar a ele e entender muita coisa. Até isso acontecer, eu era da torcida do Scott.

É uma linda história, sobre a descoberta do amor e tudo o que ele traz consigo, desde as alegrias até as incertezas que nos obrigam a simplesmente confiar.

A história toda de Cante Para Eu Dormir é permeada com músicas e poesias, já que os dois são participantes de corais. Sempre há uma canção embalando os momentos mais marcantes do livro. Em alguns, é quase possível criar junto com Beth a melodia para seus poemas. Muito bem escrito e carregado de sentimento, é uma leitura linda, mas que não deve ser feita em qualquer momento. É preciso se preparar para ficar com as emoções à flor da pele.